quarta-feira, 2 de maio de 2012

Coisas que fazem ou fazia-nos sentir mais adultos...

Quando temos 17 anos, muito aproximadamente da era dos famosos 18, a dita maior de idade, começamos a idealizar certas coisas na nossa cabeçita... o que iremos fazer ou gostássemos de ter quando atingíssemos esta fase etária.
Só que, ainda assim somos demasiado inocentes e achamos que iremos conseguir tudo ou achar que já mandamos em nós próprios. Quando na maior parte, não é bem assim e depende de demasiados factores. 

Ora cá vai disto:

* Começar a tirar a carta de condução

* Sair à noite e chegar a casa mais tarde

* Ter uma boa desculpa para deixar de estudar e começar a trabalhar 

* Fumar e beber álcool a torto e a direito

* Viajar ou ir à viagem de finalistas

* Dormir fora

* Ir dormir a casa do namorado e poder ir a algum hotel

* Começar a nos maquilhar 

* Usar sapato alto e as roupas da mãe (se servir claro)

* Pensar em fazer aquele piercing ou tatuagem que a mãe/pai nunca deixou

* Começar a votar

* Pensar em sair da casa dos pais

* Ir a uma casa de strippers (Assim só pela curiosidade, estão a ver? )

(Tanto falo como rapazes e raparigas.)

Queremos conhecer novos horizontes e explorar o mundo... 
Mas o preocupante disto, é que funcionava assim há uns tempos atrás. Hoje em dia, são coisas tão normais que a maior parte dos putos com 15 anos já o fazem. 
Agora pergunto-me : «o que será que os jovens irão idealizar quando tiverem 18 ?!» Nem é bom pensar.
Medooo...muitooo M-E-D-O!

8 comentários:

  1. Olá :)

    Em certa parte não concordo, antes dos meus 18 anos, fiz literalmente muitas coisas (claro com pés e cabeça), sempre considerei que era mentalmente e fisicamente adulta, e dei provas disso, pois a vida fez-me crescer rapidamente e adquirir uma mentalidade diferente da maioria das miúdas que na altura tinham a mesma idade que eu, por isso me dei sempre com pessoas mais velhas, agora, em relação ao que disseste a realidade não é bem assim, nem com certeza, nunca foi.

    Se recuarmos aos tempos dos nossos pais (anos 80 por ai) aos 15 anos já era moda fumar, consumir álcool, usar roupas e cabelos bem caprichados, já se podia ir a bailes (independentemente de acompanhados pelos pais ou não)mas faziam-se exactamente as mesmas coisas que se fazem hoje (ou pior) e há quem diga que fez bem pior, pois quando as regras são mais rígidas a procura pelo "pecado" aumenta e dá mais adrenalina.

    Bem, a minha opinião é simples, eu conheço miúdas com 20 anos, e conheço MULHERES com 16, tudo dependa da maturidade, mentalidade por ai. E há até bem mais velhas que mais parecem criancinhas autênticas, e que me fazem pensar "espera lá mas esta afinal tem quantos anos?!"

    Os meus pais sempre me deram confiança desde cedo para sair, divertir, até uma certa idade, mas é claro, era assim "há meia noite em casa" e eu lá estava, nunca os desapontei, não tenho vícios (se tivesse penso que também não era por ai que caía o Carmo e a trindade)agora não me dizem horas como é óbvio, mas eu por respeito não gosto de chegar muito tarde, isso já faz parte de mim, mas claro que me divirto e tenho uma vida normalíssima, e sou muito feliz.

    Eu comecei a trabalhar ainda estava a terminar o 12ºano, bem cedinho, até hj graças a deus, e sempre tive as minhas coisinhas, quis adquirir um pouco da minha responsabilidade no aspecto, em que se quero isto então é com o meu esforço que vou ter, e há por ai muito boa gente que tudo é "pai preciso de €, mãe dá.me €" eu posso me orgulhar de há ANOS largos não ter que pedir nada a ninguém, tudo o que tenho é com o meu esforço, contas a pagar, viagens que faço, fins de semana fora etc etc...

    Bem peço desculpa pelo testamento :)

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá :)

      É claro que há coisas que se vão fazendo antes dos 18 anos.
      Mas como em tudo, depende muito da maturidade de cada um, da auto confiança
      que se tem em si mesma e sobretudo ter também uns pais em nada conservadores.

      Porque há crianças que até são demasiado maduras para a sua idade mas também há

      pais que não permitem ainda assim certas coisas. (Mesmo confiando na filha.)

      Eu concordo também consigo em determinados pontos , mas vejamos no tempo

      dos nosso pais é óbvio que acontecia muitas coisas também. Aliás, ninguém é santo.

      Os assuntos é que eram mais "abafados. " Contudo, acredito piamente que não

      haveria nem metade das coisas que há agora com a juventude. Tanto é,
      que agora há tanta facilidade com as coisas que em outros tempos não haveria de certeza.


      Mas eu menciono aqui de um modo generalizado, ou seja, não digo que sejam os jovens todos, mas a maior parte.

      (E ainda bem , senão o mundo estaria mesmo perdido.)


      Você, por acaso foi sempre respeitadora para com os seus pais, com noções das coisas.

      Mas mais uma vez, como tudo existem aqueles que não têm noção e ainda abusam e gozam com determinadas

      situações.

      É claro que tendo um vício ou outro não irá ser o fim do mundo. Também não era por aí.

      É mais pela grandisoidades de casos que existem. Mais que qualquer, tempo atrás.

      Com 15 anos certamente não se ia para a discoteca, ou maquilhava-se, entre outras coisas...

      Queria era brincar com os amigos, com as barbies, estar na rua a mexer na terra...

      Os tempos mudam e hoje em dia estão mais em computadores, em casa...

      As coisas evoluem e ainda bem que assim o é, mas há evoluções e evoluções. :)

      Obrigada pela sua opinião!

      Beijinhos *

      Excluir
  2. Eu pensava que, com 18 anos, ía ter casa própria, ía estar casada e já ter um filho... xD Santa inocência, vou a caminho dos 22 e ainda estudo -.-'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também ainda tens o teu tempo, és nova. :)

      Beijinhos *

      Excluir
  3. Concordo com o teu texto, e sei que estavas a falar no geral e por isso mesmo concordo com ele. Claro que existem excepções, eu por exemplo também sempre quis ser independente e com os pés bem assentes na terra, mas também os meus pais nunca me deixaram voar muito e mesmo assim não tenho vícios e nunca tive curiosidade como estes jovens agora tem. Eu acho que a juventude anda um pouco perdida agora, claro que não toda, mas quase!
    Concordo com o primeiro comentário quando diz que a idade não se vê pela idade e sim pela mentalidade, isso está completamente certo pois como eu, também tive de crescer muito rápido e não me arrependo de nada pelo que passei, apesar de não ter sido muito bom, porque só me fez crescer e ser a mulher que sou hoje!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também concordei com essa frase. :)

      Aliás, somos 3 meninas que crescemos depressa e sempre com respeito.

      E claramente que a juventude está perdida. :)

      Beijinhos*

      Excluir
  4. Concordo... Os jovens de hoje começam a não ter barreiras nem limites... Os pais deixam-nos fazer tudo o que querem e bem lhes apetece.
    Quando estava quase a chegar aos 18, também sonhava que a vida ia correr bem. Ia arranjar um emprego em parte time e morrar sozinha, não tardava nada...
    Bebedeiras e tabaco nunca me interessaram tanto...

    O que é triste, é que hoje em dia com a crise que vivemos, os jovens bem podem sonhar em morar sozinhos... Mas ficam-se só pelos sonhos...


    Beijinhos

    http://seferys.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem sempre é culpa dos pais atenção. :)

      Eu já sonhava com isso já a algum tempo. Já passei os 18 anos e também não tenho nada e não vejo que tão cedo isso possa vir a acontecer...

      É verdade vai virar tudo um sonho. :x

      Beijinhos*

      Excluir